Conheci um japonês e ficamos conversando um tempão no tel, msn etc...As conversas foram ficando mais picantes e ele, muito engraçado, vivia dizendo piadinhas bestas do tipo:

__Japones tem pinto pequeno...
__Eu só aguento 15 min, você vi acabar comigo...
__Sou bom de lingua...

Eu levava na brincadeira, meio sacana, mas não achava que tinha algo por trás disso. Depois de muitos meses e desencontros, conseguimos marcar. Ele trabalhava perto da minha casa e morava super longe, mas me propôs que eu fosse ate um lugar próximo a ele para facilitar. Já começou daí eu achar esquisito... Que homem bundão!! Minha casa super perto, e ele de carro, por quê a preguiça de me pegar? Mas tudo bem..Aí veio a segunda piada: ele perguntou se não se importava de irmos pro motel logo de cara pq estava muito calor e ele queria ficar no ar condicionado e conversar mais a vontade comigo...PIADA!! Conta outra, né? Queria me comer..kkk Mas como eu tava com segundas intenções, eu fui. E o negócio esquisito de novo, ele com um puta de um carro, escolheu a suíte sem hidro, só por ser a mais barata. Ninguém merece, né?! a primeira vez no motel e o cara já se mostra um baita de um pão duro?! Mesmo assim, continuei...Conversinha daqui, conversinha dali...AI SURTEI!!
Uma negação na cama:

Pinto pequeno que quase não senti ( era verdade a historia que ele falava)
Quase não conseguia deixá-lo duro
Ejaculação super precoce ( os 15 minutos eram verdade também)
Língua péssima, chupava parecendo que tava com nojo, só com a pontinha da língua
Falou pra eu ficar parada, sem me mexer, mas eu queria tentar ajudar, encaixar aquela coisinha minúscula, e ele quase gritando: Não se mexe! Fica quieta!

Pra piorar ele toda hora falando:
Você não gostou, né?
Você nunca mais vai sair comigo...

Ahhhh, não esquecendo que ele vira de lado e dorme que até ronca! E eu? Assistindo vídeo pornô, batendo uma siririca e revoltada da vida porque estava no motel e nem transar eu transei!! Na hora de ir embora, mais uma surpresa: ele não quis me deixar em casa, me deixou em um ponto de ônibus, com a desculpa que iria pegar muito transito pra voltar se me deixasse em casa. Agora eu me pergunto:
Como um infeliz desse arruma mulher? Deve ser impossível! Ou só umas desavisadas feito eu. Porque veja bem:
Não é cavalheiro
Pão duro
Pinto mole
Ejaculação precoce
Pinto pequeno

Pior ele me ligar no outro dia perguntando se eu ainda vou sair com ele..kkkk!! Já até apaguei o telefone dele da minha lista.

Eleonora*

Saber que está sendo traída é uma coisa muito ruim. Mas comigo foi bem pior...Um dia minha amiga de infância, a Dirce*, veio me contar que meu marido estava me traindo com a ex-esposa. Era um absurdo. Podia ser com qualquer outra, porque a Rosana é lésbica assumida, parece um machão. Ah, mas eles estão no motel perto da avenida, vamos lá que eu te mostro. Fui...ou melhor, fomos. O gerente não queria me deixar entrar para ver se o carro dele estava lá. A gente ficou esperando na saída. Aí, como a gente não tinha nada pra fazer, ela resolveu me preparar para coisas piores: "Olha, amiga, ele também é gay..."Tá maluca!! Ele come sapatão é e gay também? Eu não queria contar, mas fiquei sabendo de "fontes seguras" que o Leonardo, o namorado dele também está no motel! Meu Deus!!!!!!!! Quem é esse Leonardo??? Ele tinha até namorado!? E ela só me conta isso agora? "Ah, mas eu só fiquei sabendo disso hoje, por isso eu vim te avisar". Tá bem...Ligo para o celular dele e nada de atender...Ligo de novo e ele atende, fala que está na estrada, porque é caminhoneiro. Mentira, liguei para a empresa que ele trabalha e me disseram que ele estava de folga...

Aí a Dirce fez amizade com a recepcionista. "Só me diz se tem dois homens e uma sapatão aí..." Tem sim...e vão sair lá pelas 16 horas.

Deu 16:15 e ele apareceu na portaria. O Leonardo estava do lado dele. A sapatão estava no banco de trás. Ela me viu primeiro. Corri até a portaria, abri a porta do carro e comecei a bater no Maurício*: "Viado!!! Bicha enrustida!!!" Ele quis me bater, mas a Dirce pegou uma pedra e jogou nele, bem na testa!! Foi um barraco! Queriam chamar a polícia pra prender a Dirce por tentativa de homicídio,porque abriu um rombo na testa dele. Sou de escorpião, vingativa e muito orgulhosa para engolir tanta putaria! O que ia fazer no motel uma lésbica, um viadão enrustido e uma bichinha afetada? Quando eu vi o Leonardo me bateu um nojo!!! Era uma bichinha nojenta demais!! Não deu outra e eu enfiei as unhas na cara dele. E a bicha gritava de dor: "Tira essa louca daqui!!! Ela vai me matar!!" A Rosana "pensou" em fazer alguma coisa, mas nem ele teve coragem de se meter a besta comigo! E a Dirce dando a maior força: "Toma, amiga, pega essa pedra e quebra a cabeça dele!"... Gente, eu sou fina, tenho berço, mas meu limites foram rompidos!!!!!!

Passado o barraco e a pedrada na cabeça, ele fugiu de carro e só foi aparecer depois de uma semana..E me contou que não era gay, que só estavam no motel para cheirar cocaína. Três horas cheirando coca no motel é demais, né?

Depois, quem resolve me telefonar é o Leonardo, que ficou com ciúmes porque achou que a gente ia se acertar ( como se eu fosse burra o bastante para acreditar numa coisa dessa). E me contou tudo, nos mínimos detalhes, que eles "namoravam" há mais de dois anos, e que a Rosana, a sapatão, também vivia transado com o Maurício e com ele. Aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii! Que nojento!! Quem comia quem, afinal? Aí o Mauricio ficou uma fera, porque a história se espalhou pelo bairro todo. Tava todo mundo sabendo que a Rosana pegava os dois e enfiava uns vibradores neles!!! E depois batia, vestia de mulher e transava com eles...Gente doente!

Fernanda*, 23 anos

Eu estava tomando sorvete na avenida da praia. Nisso uns rapazes passaram de carro e mexeram comigo. Nada demais, isso acontece sempre. Só que naquela época eu namorava um bobão metido a lutador de jiu-jitsu. Ele veio correndo de dentro da sorveteria. Me mandou entrar no carro e foi atrás dos rapazes. Não precisava. Aquilo era uma demonstração machismo. Eu pedia pra ele parar, mas ele só corria mais:"Vou quebrar aqueles merdas na porrada!" Ele correu tanto que emparelhou do lado do carro dos garotos. Aí o bagulho foi punk, porque um deles, que estava no banco do passageiro, pegou uma arma enorme. Não sei se era pistola ou metralhadora, só vi aquela coisa preta e metálica apontada na nossa direção: "Tá a fim de morrer, pit-bosta!? Menino, ele freou e deu a volta como um relâmpago! Só que os caras também vieram atrás de nós! Eu tava morrendo de medo! Mais dele bater o carro do que ser baleada. Porque ele corria demais! Os caras colocavam a cabeça pra fora e gritavam:"Você vai morrer, playboy" E ele tremia de medo, só faltou mijar nas calças. Isso durou uns cinco minutos, mas pareceu uma eternidade. Depois eles foram embora. Tudo porque ele queria dar uma de machão. Os garotos tinham razão: ele era mesmo um pit-bosta!
Nádia*, 21 anos

* Todos Nomes São Trocados SEMPRE

..........................................................................................................

Leia meu livro QUERO SEU SORRISO DE VOLTA e vire uma mulher ruim e feliz!!

www.revistaandros.com.br - © Copyright 2010 - Revista Andros

voltar para página inicial